Vila da Glória – Projeto Trader Viajante conhecendo Itapoá-SC.

Fala pessoal. Tudo certinho? Viemos contar um pouco para vocês sobre nosso passeio dos dias 12 e 13 de setembro de 2020.

FLORIANÓPOLIS – ITAPOÁ/SC

Inicialmente, acordamos cedo para aproveitar melhor o dia e seguimos em direção a cidade de Itapoá/SC para assim visitar nossa família.

MEMORIA DO DESCOBRIMENTO

SOBRE O PARQUE

Nossa primeira parada foi no posto Sinuelo na marginal da BR 101, ali  tomamos um gostoso café da manhã. No entanto, ao sairmos do posto Sinuelo, nos deparamos com um portal do Parque Temático Memorial do Descobrimento.

Não fazíamos idéia que este memorial existia. Assim como, também não sabíamos que ali existia uma réplica de uma das naus da frota portuguesa.

Seja como for, adoramos ter topado com esse belo lugar pelo caminho. O memorial foi inaugurado no ano de 2000, por iniciativa dos irmãos Molon, do grupo Sinuelo em comemoração aos 500 anos do Brasil.

Como sempre, é ótimo descobrir um pouco mais sobre os lugares que viajamos. Sendo assim, nós adoramos a história e o parque temático o qual é repleto de histórias em seu interior.

Além da réplica de uma das naus da frota portuguesa que chegou ao Brasil no ano de 1.500, a “Espera”, e que foi construída em escala real.

Vimos também que existe uma ilha onde foi idealizada uma aldeia Guarani, assim como, outra ilha chamada pau-brasil, com exemplares da árvore símbolo do nosso país.

Do mesmo modo, o monumento que simboliza a primeira missa realizada no Brasil em 1500. Além disso ainda pode ser feito uma caminhada ecológica em meio a mata nativa.

PARQUE E PANDEMIA

Devido a pandemia, os passeios de pedalinho não estavam ativos, mas o lugar é muito arborizado e vale muito a pena fazer a visitação.

ITAPOÁ – VILA DA GLÓRIA/SC

Seguimos então até Itapoá/SC, onde passamos o sabadão com a família.

Fizemos um churrasquinho e contamos e relembramos boas histórias. Logo depois do almoço saímos para uma caminhada gostosa na praia e por fim, fizemos um jantar gostoso e regado a vinho.

No dia seguinte, da mesma forma como de costume, acordamos bem cedo,  nos preparamos e saímos em direção à Vila da Glória em São Francisco do Sul/SC.

Pegamos um trecho de mais ou menos 10 km de estrada de chão, para chegarmos até a Vila da Glória.

PEQUENA HISTÓRIA SOBRE VILA DA GLÓRIA

A Vila da Glória faz parte do Distrito do Saí, no lado norte da Baía da Babitonga.

Um dos primeiros pontos turísticos é a Capela de Nossa Senhora da Glória, no centro da vila, a qual foi construída em 1855.

Existe nas proximidades, vestígios do Falanstério do Saí ou Colônia Industrial do Saí. Em outras palavras, era uma comunidade experimental intencional fourierista, formada por colonos franceses em 1841, às margens da baia da Babitonga.

FALANSTÉRIOS E SOCIOLOGIA

Lemos sobre os falanstérios e logo descobrimos que a comunidade na Baía da Babitonga foi baseada na teoria de organização social idealizada por Charles Fourier.

Este, foi filósofo e sociólogo que acreditava ser possível reorganizar a sociedade através da criação de falanstérios, ou seja, comunidades cooperativas e autônomas.

RESTAURANTE DO HELIAS

A hora preferida da família, o almoço. Paramos no restaurante do Helias, um lugar muito agradável, tem vista para o mar com mesas em um deck muito bem organizado e arborizado. Além disso, conta com um atendimento muito bom.

Experimentamos uma comida saborosa e bem servida, tudo isso somado a uma vista deslumbrante para algumas das 14 ilhas que se encontram nos arredores da Vila da Glória.

Recomendamos muito, além do excelente serviço, o preço dos pratos, não são caros pela porção servida e pelo atendimento de qualidade.

FERRYBOAT

Após o almoço, finalmente nos despedimos de nossa família e seguimos viagem pelo asfalto em meio a mata atlântica preservada até o ferryboat Vigorelli onde pegamos a balsa sentido Joinville.

Embora o passeio tenha duração de 15 minutos, é possível apreciar uma vista maravilhosa.

Então, de Joinville seguimos viagem de volta para Florianópolis. Vamos deixar aqui embaixo um video da ND+, que mostra um pouco mais sobre a Vila da Glória.

Com carinho,

D & L

FLORIANÓPOLIS – ITAPOÁ/SC

Acordamos cedo e fomos em direção a Itapoá/SC para visitar nossa família. Inicialmente, fizemos uma parada no posto Sinuelo para tomar um café e comer alguma coisa.

Ao sairmos do Sinuelo, nos deparamos com o Parque Temático Memorial do Descobrimento que foi inaugurado no ano de 2000, por iniciativa dos irmãos Molon, do grupo Sinuelo, em comemoração aos 500 anos do Brasil.

SOBRE O PARQUE

Sempre bom conhecer um pouco mais sobre o lugar. Nós adoramos história e o parque temático é repleto dela.

Ele é composto por uma réplica de uma das naus da frota portuguesa que chegou ao Brasil no ano de 1.500, a “Espera”, que foi construída em escala real.

Vimos também que existe uma ilha onde foi idealizada uma aldeia Guarani, assim como, outra ilha chamada pau-brasil, com exemplares da árvore símbolo do nosso país.

Do mesmo modo, o monumento que simboliza a primeira missa realizada no Brasil em 1500. Além disso ainda pode ser feito uma caminhada ecológica em meio a mata nativa.

PARQUE E PANDEMIA

Devido a pandemia, os passeios de pedalinho não estavam ativos, mas o lugar é muito arborizado e vale muito a pena a visitação.

ITAPOÁ – VILA DA GLÓRIA/SC

Seguimos então até Itapoá/SC, onde passamos o sabadão com a família e no dia seguinte, bem cedo, saímos em direção à Vila da Glória em São Francisco do Sul/SC.

Para chegar até lá pegamos um trecho de mais ou menos 10 km de estrada de chão.

PEQUENA HISTÓRIA SOBRE VILA DA GLÓRIA

Juntamente com nossa família, chegamos na Vila da Glória. Destaca-se que a cidade faz parte do Distrito do Saí, no lado norte da Baía da Babitonga.

Um dos primeiros pontos turísticos é a Capela de Nossa Senhora da Glória, no centro da vila, que foi construída em 1855.

Existe nas proximidades, vestígios do Falanstério do Saí ou Colônia Industrial do Saí.

Em outras palavras, foi uma comunidade experimental intencional fourierista, formada por colonos franceses em 1841, às margens da baia da Babitonga.

FALANSTÉRIOS E SOCIOLOGIA

Lemos sobre os falanstérios e logo descobrimos que a comunidade na Baía da Babitonga foi baseada na teoria de organização social idealizada por Charles Fourier.

Este, foi filósofo e sociólogo que acreditava ser possível reorganizar a sociedade através da criação de falanstérios, ou seja, comunidades cooperativas e autônomas.

RESTAURANTE DO HELIAS

Almoçamos no restaurante do Helias, um lugar agradável, comida saborosa e bem servida e uma vista deslumbrante para algumas das 14 ilhas que se encontram nos arredores da Vila da Glória.

Recomendamos, pois além do preço ser adequado a porção servida e o atendimento são de qualidade.

Após o almoço, nos despedimos de nossa família e seguimos viagem pelo asfalto em meio a mata atlântica preservada até o ferryboat Vigorelli onde pegamos a balsa sentido Joinville.

O passeio de Ferry boat tem duração de 15 minutos, e uma vista da balsa maravilhosa para a Baída da Babitonga.

Logo após chegar em Joinville, seguimos viagem de volta para Florianópolis.

Vamos deixar aqui embaixo um video da ND+, que mostra um pouco mais sobre a Vila da Glória.

Esperamos que gostem e que desfrutem essa viagem como nós.

Com carinho,

D & L

Deixe seu comentário, vamos adorar interagir com vocês.